25 de agosto de 2017

Lanche: Biscoitos

Na correria do dia a dia, não é simples organizar lanche!
Aqui em casa, eu sempre tenho algumas opções prontas que me ajudam quando não tenho tempo de fazer algo gostoso.

Os biscoitos Salgados e o Recheados da Liane tem sido uma ótima opção. Eles não tem leite de vaca, nem derivados por que a produção deles não vai nada de origem animal.
Mesmo as opções que tem leite no nome são seguras pra quem tem Alergia ao Leite de Vaca (APLV).

Eu faço assim para a escola: 
1 porção de Fruta
1 água de coco ou suco sem conservantes
1 porção de biscoito salgado

Eu também gosto de ter estes biscoitos para quando saio no final de semana, levo o pacote todo e se sentirem fome ele está à mão, sem eu precisar me preocupar com o que comprar que não tenha leite de vaca.

Onde encontrá-los? Aqui tem algumas opções:
- Kit Biscoitos Salgados
- Kit biscoitos doces
- Kit biscoitos recheados

Biscoitos para Torta

Há algum tempo eu adaptei uma receita de Torta de Morango para ficar sem leite de vaca.
É deliciosa e muito fácil de fazer.
Eu usei biscoitos da marca LIANE, que são livres de Leite de Vaca e seus traços por não ter nenhum produto animal utilizado em sua produção. 

Massa - ingredientes
25 biscoitos de MARIA sem leite de vaca (Liane, compre aqui);
 3/4 de xícara(aprox 110gr) de castanha de caju (opcional);
100 g de açúcar + 60 g de açúcar mascavo (pode usar tudo açúcar branco se não tiver mascavo);
3 colheres de sopa de margarina (usei Becel)

Massa - preparo
Leve ao liquidificador os biscoitos, as castanhas, o açúcar e bata até virar uma farofa.
Despeje em um pote e misture com a margarina até ficar homogêneo, ajeite-a então em uma forma até cobrir todo o fundo e a lateral. Leve ao forno já pré-aquecido até ficar dourada

Creme - ingredientes
2 xícaras de leite de soja(480ml) (eu prefiro misturar creme de soja com água em uma proporção 1para 1);
1/3 de xícara de açúcar (60g);
1/4 de xícara de maisena (40g);
2 colheres de sopa de baunilha;
3 gemas.

Creme - Preparo
Em uma panela média coloque o leite, o açúcar, a maisena, e a baunilha, misture bem e leve ao fogo até engrossar, então adicione as gemas e misture bem.
Reserve.

Fruta:
2 caixas de morango lavados e cortados ao meio.
Podem ser outras frutas de sua preferência, exemplos:
Maçã polvilhadas de canela,
Abacaxi - Banana - Peras - Frutas diversas - etc.

Montagem
Retire a massa do forno e espere esfriar um pouco, então despeje o creme e o distribua até cobrir toda a torta, em seguida organize os morangos por cima.
Leve a geladeira por 30 minutos e seja feliz!

20 de agosto de 2017

Probiótico pode ajudar na Alergia ao leite de vaca

Uma nova pesquisa na Universidade de Nápoles Federico II de Roberto Berni Canani e sua equipe mostrou que crianças com alergia ao leite de vaca, que são alimentadas com fórmula que contém a proteína de leite caseína, suplementada com probiótico de bactérias da espécie Lactobacillus rhamnosus GG (LGG), desenvolvem tolerância para o leite de vaca em taxas mais elevadas do que as tratadas com uma fórmula não-probiótica.

Mas o que isso quer dizer?
Primeiro, o termo PRObiótico deriva do grego e significa "pró-vida", sendo o antônimo de antibiótico, que significa "contra a vida". PRObiótico foi definido inicialmente como: organismos vivos que quando ingeridos exercem efeito benéfico no balanço da flora bacteriana intestinal da pessoa que os consumiu. Existem algumas diversas marcas farmacêuticas que comercializam Probióticos que não contém leite de vaca e que estão sendo indicados por médicos para ajudar na imunidade dos pacientes com alergia alimentar.

Porque?
Os probióticos são bactérias benéficas que melhoram a saúde do intestino facilitando a digestão e a absorção de nutrientes.
Assim, o consumo regular de alimentos probióticos ajuda o funcionamento intestinal e ainda fortalece o sistema imune, ajudando a prevenir doenças.

Novas evidências sugerem que as influências ambientais modernas, incluindo o uso de antibióticos generalizado, alto teor de gordura, dietas deficientes em fibra, redução da exposição às doenças infecciosas e alimentação com fórmulas têm alterado a relação mutuamente benéfica entre os seres humanos e as bactérias que vivem em nosso trato gastrointestinal.

E qual a vantagem?
As pesquisas estão mostrando um caminho para novos tratamentos que podem ajudar as pessoas com alergia a melhorarem o seu sistema imunológico e consecutivamente atingirem a tolerância ao leite de vaca..

“A capacidade de identificar estirpes bacterianas que poderiam ser usadas como novas terapias para o tratamento de alergias alimentares é um avanço fundamental”, disse Jack Gilbert, PhD, professor associado do Departamento de Ecologia e Evolução, da Universidade de Chicago, líder do grupo de ecologia microbiana no Laboratório Nacional Argonne e coautor do estudo. “Traduzir esses achados em tratamentos clínicos é o nosso próximo objetivo, agora possível através do novo centro FARE Clinical Network aqui, na Universidade de Chicago.”

Fonte: Saude Curiosa

9 de agosto de 2017

Abaixo assinado Batavo Naturis sem leite de vaca

As pessoas com Alergia ao leite de vaca podem se unir para mostrar à empresa de laticínios Batavo, fabricante dos produtos de soja Batavo Naturis, que somos um mercado consumidor significativo.

Segundo Dra Ariana Yang, especialista em Alergia do Hospital das Clínicas:
"A estimativa é que hoje no Brasil nós tenhamos em torno de 350 mil crianças com alergia a leite de vaca"
Fonte: Fantástico

Isto significa um mercado enorme de pessoas que gostariam de consumir os produtos da Batavo, se eles forem livres das proteínas do leite de vaca, e seus traços.
São mães em dieta, crianças de todas as idades.


Colabore e assine o nosso Abaixo assinado aqui:
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=batavosemleitedevaca

7 de agosto de 2017

Batavo muda produção da linha Naturis

Esta semana fiquei triste em saber que o SAC da Batavo informou que agora os produtos da linha Naturis compartilham o mesmo maquinário que os produtos que contém leite de vaca, impossibilitando o consumo para  quem tem alergia às proteínas do leite de vaca.

Segue aqui a resposta do SAC enviado para uma de nossas amigas:

Olá, Natalia, tudo bem? Os produtos da linha Batavo​ Naturis ​são feitos com base vegetal e não possuem leite ou ingredientes derivados do leite em sua composição. Após uma reorganização em nossa linha de produção, a linha Batavo Naturis passou a ser produzida em equipamentos que também processam produtos derivados de leite. Atendendo às normas governamentais, passamos a informar no rótulo a descrição “pode conter leite”. Reforçamos aqui nossa preocupação com o bem-estar de todos os consumidores e o compromisso com as melhores práticas industriais para levar alimentos de qualidade para a mesa de milhões de brasileiros, nosso maior patrimônio.

3 de agosto de 2017

Informações sobre Anafilaxia.

Indicações de uso de Adrenalina auto-injetável de acordo com ASCIA (Australasian Society of Clinical Immunology and Allergy)
A adrenalina auto-injetável é a droga de escolha para as crises de anafilaxia em ambiente não hospitalar. Seringas pré-preenchidas não são recomendáveis, a não ser em situações excepcionais, por vários motivos, entre os quais:
• Risco de contaminação
• Medo de agulhas o que inibe o uso quando necessário.
• Maior risco de acidentes
• Data de validade exígua
A adrenalina auto-injetável está indicada, de Acordo com a ASCIA, nas seguintes situações:
• História de anafilaxia com o paciente permanecendo sob risco continuado de novos episódios. Ou seja, sempre que o paciente tiver tido anafilaxia por um desencadeante conhecido ou não (anafilaxias idiopáticas) e cujo desencadeante possa voltar a dar a mesma reação.
Anafilaxia alimentar (excluindo-se síndrome da alergia oral), especialmente se o paciente apresenta sintomas de asma associados.
• Pacientes com anafilaxia a insetos , especialmente os que apresentam mastocitose.
Deve-se considerar as seguintes situações :
• Idade do paciente: Apesar de mais frequente até os 5 anos, a maioria das reações fatais por anafilaxia alimentar se dá em adolescentes e adultos jovens, provavelmente pela dificuldade que pessoas dessa faixa etária têm de evitar antígenos alimentares quando estão fora de casa, longe da supervisão direta de seus pais.
• Alergias alimentares: Alguns alimentos, como amendoim, leite de vaca, camarão e frutos do mar e castanhas são mais propensos a levarem à alergia persistente e quantidades muito pequenas podem desencadear quadros graves de anafilaxia. A maioria das fatalidades que ocorre com alergia alimentar são justamente com alimentos que não são tolerados até a adolescência e idade adulta.
• Local onde vive o paciente: dependendo das circunstâncias, é mais ou menos difícil se evitar um desencadeante. Por exemplo, anafilaxia por inseto em quem reside em zonas rurais. Seguramente esses pacientes têm indicação precípua de usar adrenalina auto-injetável.
• Co-morbidades: pessoas com asma, doenças cardiocirculatórias e mastocitose são mais propensas a desenvolverem quadros graves de anafilaxia, especialmente se a mesma não for imediatamente tratada.
• Dificuldade no acesso a serviços de emergência: quanto mais difícil o acesso, maior a necessidade de se ter a adrenalina auto-injetável
Nas situações abaixo geralmente não há indicação de se prescrever adrenalina auto injetável. Entretanto, deve-se sempre considerar caso a caso:
• Asma grave sem anafilaxia associada
• Se o alérgeno pode ser seguramente afastado, como em casos de anafilaxia a medicamentos e a látex (dependendo do caso, sempre é bom lembrar!)
• Síndrome de alergia oral
• Altos índices de IgE sérica sem reatividade clínica
• História de anafilaxia na família, sem história pessoal
• Reação grande local a insetos
• Rush cutâneo e/ou angioedema isolados
• História de anafilaxia alimentar no passado e já resolvida presentemente.


1 de agosto de 2017

Viajando com alérgico; Porto de Galinhas

Porto de Galinhas é uma cidade com lindas praias perto de Recife- PE.
Como fizemos algumas cidades do Nordeste, Natal, João Pessoa, Porto de Galinhas e Pipa, alugamos um carro, o que facilitou os nossos passeios.

Ficamos hospedados no Resort Ancorar, que é um condomínio de apartamentos em geral com 2 quarto, banheiro, cozinha e infraestrutura de lazer. Ótimo para quem precisa preparar café, refeições ou um lanche.
Uma pena que não se pode entrar no mar em frente ao condomínio, lá há uma forte corrente que puxa os nadadores e há várias placas sinalizando a proibição.


A cidade tem alguns supermercados de porte médio, bem organizados e até pão de forma sem leite encontrei!
Julho é uma época de instabilidade no tempo, quando estávamos lá, choveu mais do que gostaríamos, mas pudemos conhecer a cidade.

O centro de Porto de Galinhas é pequeno, mas charmoso, com muitas lojinhas e restaurantes.
Não foi fácil encontrar um restaurante que atendesse ao pedido de não ter leite de vaca ou traços deles, a maioria já tem produtos prontos, ou muitos produtos com leite na sua cozinha, mas o Restaurante Maná logo na entrada do centrinho foi ótimo, a comida era caseira e atendimento atencioso.

Um local que nos fascinou foi a sorveteria Frutos de Goiás, também no centro. Lá é possível encontrar uma enorme quantidade de sorvetes à base de água, preparados em maquinário separado, de diversos sabores. O favorito da minha filha foi o de AMORA.

No centro também se fica a praia atração, onde na maré baixa é possível ver o corais, na beira da praia há muitas barracas que local cadeiras e guarda-sóis para curtir o dia, mas achamos muito cheia para o nosso gosto.

Nossa praia preferida foi a de Macaraípe, a pouca distância do centro, mas sossegada e onde pudemos entrar no mar.
Passamos o dia no Restaurante Estrela do Mar, que tem cadeiras e guarda-sol na areia e parte coberta para a hora do almoço, ou no nosso caso, em caso de chuva repentina.
A comida é simples, mas foram atenciosos à alergia ao leite de vaca como solicitamos.

Próximo ao restaurante Estrela do Mar, desemboca um rio, onde é possível ver cavalos marinhos e outras espécies de animais no mangue. Um passeio muito interessante para quem tem crianças curiosas como as minhas.

Passeio interessante para as crianças foi o Projeto Hipocampus, que abriga várias espécies de animais locais, incluindo Cavalos Marinhos.

Esta viajem faz parte das nossas férias de Julho 2017 no Nordeste.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...